AS MELHORES ÁREAS DOS MELHORES DESTINOS

ONDE FICAR EM AMSTERDÃ, HOLANDA

Onde ficar em Amsterdã

Melhor região para se hospedar em Amsterdã

O centro de Amsterdã, claramente delimitado por quatro canais paralelos que formam um semicírculo, é a melhor região para se hospedar em sua viagem pela capital dos Países Baixos. A Praça Dam, o ponto mais central da cidade, abriga o Palácio Real e é o lugar de onde podemos começar nossos passeios, por isso, se seu hotel ficar ao redor, estará bem localizado.

 

No centro encontramos algumas das principais atrações turísticas de Amsterdã: A Casa de Anne Frank, o Bairro da Luz Vermelha, o Bairro Jordaan, a praça de Leidseplein, o Museu da Resistência, que conta a história dos cinco anos de opressão nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

 

A partir daqui mesmo você pode chegar facilmente à região dos museus, com o famoso Museu Van Gogh e o Rijksmuseum ou o Museu Nacional de Amsterdã. A alternativa à famosa bicicleta holandesa ou a caminhar é utilizar a extensa rede de bondes, que te levará perto de qualquer ponto de interesse.

HOTÉIS COM MELHOR LOCALIZAÇÃO EM AMSTERDÃ
Hotel   PREÇO POR NOITE
Linden Hotel
Lindengracht 251
150€ - 168$
Hotel Luxer
Warmoesstraat 11
185€ - 207$
Hotel The Exchange
Damrak 50
205€ - 230$
Hotel   PREÇO POR NOITE
Radisson Blue Hotel
Rusland 17
242€ - 271$
Ambassade Hotel
Herengracht 341
327€ - 366$
The Toren
Keizersgracht 164
330€ - 370$
Banks Mansion
Herengracht 519-522
469€ - 525$
Hotel   PREÇO POR NOITE
Grand Hotel Amrath Amsterdam
Prins Hendrikkade 108
319€ - 357$
Sofitel The Grand Amsterdam
Oudezijds Voorburgwal 197
378€ - 423$

 

Se você está interessado em saber onde ficar em Amsterdã, também poderá estar interessado em saber onde ficar em Berlim, onde ficar em Bruxelas, onde ficar em Estocolmo e onde ficar em Zurique.

O centro de Amsterdã

Amsterdã, fundada no século XII como uma pequena vila de pescadores, é atualmente a capital oficial dos Países Baixos e uma das cidades mais vibrantes do país com cerca de 1,5 milhão de habitantes. Se encontra na província de Holanda, nome pelo qual também é conhecido o país e que chega a confundir muitos turistas.

 

O melhor é começar sua visita pelo centro histórico, onde também é recomendável que se localize seu alojamento. A Praça Dam é o centro e o lugar de nascimento de Amsterdã. Aqui se construiu uma represa, o dam, que o cortou o rio Amstel e levou ao rápido desenvolvimento da pequena vila de pescadores. Com o passar dos anos foram erguidos vários monumentos na praça: o Palácio Real, o Monumento Nacional e a Igreja Nova. Agora, como então, esta praça irregular abriga um aglomerado de turistas e pedestres. É aqui que fica também a Estação Central de Amsterdã.

 

No centro encontramos o famoso Bairro da Luz Vermelha (Red Light District), cheio de turistas curiosos que se perdem nas belezas de roupa íntima exibidas nas vitrines: o Bairro da Luz Vermelha é, juntamente com os museus dedicados a Van Gog e Rijks, o lugar mais visitado de toda a Amsterdã. O bairro é definido por duas ruas e, no meio, um canal atravessado por pontes onde os cafetões negociam. Ambas as ruas estão repletas de vitrines iluminadas por luzes vermelhas de néon, onde se exibem prostitutas de diferentes etnias e muitas muito bonitas.

 

Apesar da presença de alguns traficantes de droga, a grande afluência de público tira qualquer perigo ao lugar. Só precisa ter cuidado, como em muitos outros lugares turísticos, com os bandos de turistas bêbados, os únicos que normalmente deixam uma desagradável na noite de Amsterdã. O Bairro da Luz Vermelha concentra também os famosos coffee shops, sex shops, grande variedade de restaurantes, boates e muito mais.

 

No centro você encontra também o bairro Jordaan, que é resultado da expansão urbana do século 18 e da necessidade de concentrar as fábricas e armazéns em uma região que foi de trabalhadores até ao pós-guerra. Hoje é um bairro boêmio e de lugares pitorescos. Em sua origem era um bairro com um número considerável de armazéns, hoje convertidos em apartamentos e fábricas de cerveja.

 

É no bairro Jordaan que fica a Casa de Anne Frank. Com a ocupação alemã de Amsterdã, sua família e quatro amigos (um total de oito pessoas) se esconderam no sótão da casa, que é acessado por uma falsa biblioteca. O esconderijo se manteve e foi fielmente reconstruído, como testemunho da barbárie a que pode chegar o ser humano e, presumivelmente, com a esperança de que nunca mais volte a acontecer.

 

Outra das praças principais e onde podemos encontrar uma boa atmosfera é a Praça de Leidseplein. Este cruzamento de ruas e canais é um dos pontos de encontro de turistas e dos jovens de Amsterdã. Fica a 10 minutos andando da Praça Dam e é um dos pontos centrais da cidade, já que nas ruas adjacentes, sobretudo as que vão em direção a Prinsengracht, abundam baratos restaurantes argentinos, indianos, indonésios, mexicanos, chineses, tailandeses, etc.

 

É uma das melhores regiões para você se hospedar se o que procura é um bom ambiente e festa. Existem bares com música ao vivo em algumas noites, um outro coffee shop, como o famoso e turístico Bulldog, e as míticas baladas Paradiso e Melkweg. Na praça, além disso, costumam atuar grupos de teatro ou música de rua.

Sofitel The Grand Amsterdam Hotel
The Thoren Amsterdam Hotel

O bairro dos museus

O bairro dos museus, como o nome indica, é o centro cultural de Amsterdã. Aqui você encontra importantes museus como o Museu Van Gogh. Contém cerca de 200 dos quadros e 500 desenhos desse pintor imortal e das obras da sua própria coleção de arte.

 

Além de suas obras mais famosas, como ‘Quarto em Arles’, ‘A Colheita’, ‘Os Girassóis’, seus autorretratos e os tempos obscuros, antes da chegada a Paris, onde ficou deslumbrado pelas tendências impressionistas da época. No piso superior estão três dos seus trabalhos influenciados pela arte japonesa. Se localiza naquilo que poderíamos chamar como a periferia do centro de Amsterdã e é uma região muito aconselhável para passear. Lá encontrará também o Rijksmuseum ou Museu Nacional de Amsterdã e o museu de arte moderna Stedelijk. O Rijksmuseum é dedicado às artes, ao artesanato e à história holandesa, ainda que tenha também obras de arte de outros países. Por sua vez, o Museu Stedelijk se destaca por sua coleção de pinturas de Kazimir Malévich.

O QUE É A SUA ÁREA PREFERIDA?


DESTINOS EM DESTAQUE