AS MELHORES ÁREAS DOS MELHORES DESTINOS

ONDE FICAR EM MADRI, ESPANHA

Onde ficar em Madri

Melhor lugar para se hospedar em Madri

Se você está pensando em visitar a capital da Espanha, a melhor área para ficar em Madri é o centro da cidade, o 1º distrito, onde se concentram as principais atrações turísticas de interesse para os visitantes. Mais especificamente, destacamos a área perto da Puerta del Sol, que é a praça que não só representa o centro de Madri, como toda a Espanha.

 

Sem qualquer dúvida, você ficará extremamente bem situado se se hospedar em torno desta praça. A uma curta distância a pé encontrará o Museu do Prado, o Parque do Retiro, o Palácio Real, a Plaza Mayor, a Plaza Santa Ana, o Museu Thyssen-Bornemisza e o Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofía.

 

As principais ruas comerciais e de entretenimento ficam também no centro de Madri: La Gran Vía, que recentemente renasceu e se tornou em um centro de lazer com a conversão dos antigos teatros onde atualmente são apresentados os melhores shows musicais; a Calle Serrano, onde ficam as principais lojas de marcas de luxo e o Paseo de la Castellana, que atravessa a cidade desde a Plaza de Colón, no centro, até Nudo Norte.

HOTÉIS COM MELHOR LOCALIZAÇÃO EM MADRI
Hotel   PREÇO MEDIO
Hotel Mirador Puerta del Sol
Montera, 6
86€ - 95$
Francisco I
Calle del Arenal, 15
103€ - 113$
Hotel   PREÇO MEDIO
Hotel Europa
Calle del Carmen 4
109€ - 120$
Hotel Room Mate Laura
Travesia de los Trujillos 3
123€ - 135$
Hotel Regina
Calle Alcala 19
144€ - 158$
Hotel   PREÇO MEDIO
Hotel Preciados
Preciados 37
144€ - 158$
Hotel Liabeny
Calle Salud 3
147€ - 162$

 

Se você está interessado em saber onde ficar em Madri, também poderá estar interessado em saber onde ficar em Valencia, onde ficar em Granada, onde ficar em Sevilha e onde ficar em Lisboa.

Ficar no centro de Madri

 

Madri está dividida administrativamente em 21 distritos, que, por sua vez, estão subdivididos em bairros. Para quem visita a cidade, o melhor é ficar no distrito do Centro, que se divide nos bairros Palacio, Embajadores, Cortes, Justicia, Universidad, Sol. Nesta área, você vai encontrar quase todas as atrações turísticas, começando pelo coração da cidade, a Praça Puerta del sol. Este é o ponto de encontro dos moradores, que vêm ao centro para desfrutar de seus bares, restaurantes, teatros e outros estabelecimentos de lazer e de compras.

 

A praça Puerta del Sol era a antiga entrada oriental de Madri, com uma porta e um castelo, que foram substituídos ao longo do tempo por várias igrejas. No final do século XIX, a área foi transformada em uma praça repleta de cafés. Hoje tem a forma de meia lua. Aqui você poderá encontrar um imponente edifício de tijolo vermelho que hoje abriga a Presidência da Comunidade de Madri e é onde se realizam inúmeros eventos como celebração da véspera de Ano Novo. De frente da entrada do prédio está uma telha no chão que marca o quilómetro zero, considerado o centro da rede de estradas espanholas.

 

Os edifícios de frente para a praça, dispostos em semicírculo, são, quase todos, lojas de moda e cafés. Na esquina com a Calle del Carmen fica uma estátua de bronze representando o símbolo de Madri: o urso e o medronheiro.

 

A apenas 3 minutos a pé ao longo da Calle Mayor, fica a praça com o mesmo nome - a Plaza Mayor é incrível com seus edifícios cheio de varandas, sótãos, pináculos e telhados inclinados de ardósia. Com seu cenário teatral, a praça tem um sabor típico castelhano. Foi construída para acolher vários eventos, tanto touradas e desfiles como mortes em praça pública, muitas vezes testemunhadas por monarcas. A estátua equestre no centro representa Felipe III, responsável pela construção da praça. Hoje em dia, a praça é cercada por cafés com terraços que oferecem comida típica espanhola. O portão do sul dá para a rua de Toledo e as ruas onde o famoso mercado Rastro está instalado. Encontrará uma escada sob o arco de “Cuchilleros” que o levará até uma área cheia de restaurantes tradicionais.

 

Também a uma curta distância, a menos de 10 minutos a pé, encontrará grandes atrações: a Catedral de Almudena e o Palácio Real. A catedral é a principal igreja da Arquidiocese de Madri e dentro tem a imagem de Santa Maria de la Almudena, padroeira da cidade. Em frente fica a entrada para o Palácio Real, com uma área de 135.000 metros quadrados e 3.418 quartos, é o maior palácio real em toda a Europa Ocidental. Atualmente não vivem aqui reis, mas é usado para cerimônias oficiais. Tanto a catedral como o palácio podem ser visitados por turistas que estejam curiosos para ver seu interior.

 

No extremo leste do distrito do centro, mesmo ao lado do Parque do Retiro, encontrará o Paseo de Arte, onde se encontram três dos melhores museus do mundo: o Museu Nacional do Prado, o Museu Thyssen-Bornemisza e o Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofía.

 

O Museu do Prado possui a maior coleção de pintura espanhola no mundo, especialmente obras de Velazquez e Goya, abrangendo exemplares desde o século XII ao século XIX. Também encontrará impressionantes coleções de autores estrangeiros, especialmente italianos e flamengos. O edifício neoclássico foi desenhado por Juan de Villanueva em 1785 para ser o escritório e museu de Ciência Natural, a pedido de Carlos III.

 

Por seu lado, o Museu Thyssen-Bornemisza tem uma coleção composta por obras inglesas, alemãs, holandesas e italianas. No Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofía ficam colecções de espanhóis avant-garde do século XX, como Picasso, Miró, Oteiza, Julio González, Tàpies e Juan Gris.

 

No centro de Madri passam as principais vias da cidade e uma das mais bonitas é a Gran Vía. Neste trecho de 1,3 quilômetros que começa na Rua Alcalá e termina na Praça de Espanha, não faltam opções para se divertir, comer e fazer umas comprinhas. Aqui encontrará teatros de musicais, cinemas, hotéis e uma grande variedade de lojas acessíveis a todos os orçamentos. Em meados do século XIX, a crescente classe média de Madri foi responsável pela expansão dos limites da cidade, destruindo casas degradadas para permitir a ampliação. As autoridades municipais perceberam a necessidade urgente de construir uma nova grande avenida. Assim, esta nova rua deu aos arquitectos da época a oportunidade de demonstrar suas capacidades, reunindo estilos diferentes na mesma, incluindo alguns dos melhores exemplos da arquitetura moderna na capital. Hoje, a Gran Vía continua sendo uma das principais artérias de Madri.

 

No centro também passa o Paseo de la Castellana, o eixo principal da moderna Madri. É um trajeto arborizado, cuja rota oferece a maior concentração de edifícios contemporâneos da cidade. Para o leste, a Castellana faz fronteira com o bairro elegante de Salamanca, que deve seu nome ao Marquês que o construiu e tem muitas lojas de moda. Aqui também ficam os bairros de Chueca e Malasaña, que oferecem um ambiente mais tradicional. Ao passa pela Plaza de Colon, la Castellana se transforma em Paseo de Recoletos. É a partir desta estrada que você pode chegar ao Estádio Santiago Bernabéu, casa do Real Madrid. No entanto, por causa da distância, recomendamos o uso de transporte público para lá chegar.

O QUE É A SUA ÁREA PREFERIDA?


DESTINOS EM DESTAQUE